segunda-feira, 15 de setembro de 2008

HOJE



Era uma bela colegial sentada ao meu lado no ônibus. Ela era morena de cabelos encaracolados. Aquela saia azul frisada a deixar seus joelhos e metade das coxas expostas tornara inevitável uma sincera ereção. E o ônibus seguia seu itinerário a sombra de mangueiras amistosas que formavam verdadeiros verdes túneis nas principais vias da cidade. Tempo fechado, embora bastante abafado. Vivíamos como se dentro de uma enorme sauna. Dia anterior eu bebi feito um condenado e descolei uma boa trepada. Cachaça pura na xícara que me desarranjou as tripas e uma foda que me deixou relax. “Primeira coisa a ser feita ao se chegar em casa é passar direto para a privada”. Pensei. Cagar assim meio de ressaca fazia a mente galga degraus superiormente interessante. E quando você se dava conta de si, já não era mais.
Então, vovó Conceição apareceu à porta do banheiro.
- Álvares – ralhou ela – quando tu vais parar com essa tua cachaçada?Depois ela se retirou e eu fritei duas calabresas e comi com bastante pimenta. Guardei um texto recém-concluído que poderia me valer uns novecentos reais daqui a duas semanas e segui para o meu segundo tempo de trabalho.

4 comentários:

Extase disse...

Alvares, Quandotu vais me convidar para beber, Atrenciosamente Koray

Wallace Tavares disse...

Muito criativo seu blog.
Grande abraço!
Wallace

Walter Rodrigues disse...

vALEU, Wallace. Um forte abraço e muito obrigado pela visita.

Raphael Costa disse...

E viva bukowski!!
Muito bom, muito bom!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...